Escolha uma Página

O marketing digital vem crescendo nos últimos anos. Imagine quantas pessoas têm acesso à internet hoje. Você acreditaria se eu dissesse que cada vez mais esse número aumenta drasticamente todos os anos?

Uma pesquisa feita no brasil mostra que a cada 4 brasileiros, 3 acessam a internet. Isso corresponde a 134 milhões de pessoas que compõem a população do nosso país. Dentro da data que foi feito o estudo, 74% da população tinha acessado a internet nos últimos 3 meses. Em contrapartida, 26% estavam ainda desconectados. Se levarmos em consideração o número de pessoas dessa porcentagem que está desconectada, ainda é grande. Dessa forma o uso da internet pode crescer ainda mais nos próximos anos.

Agora, vendo todo esse crescimento no uso da internet, é importante perceber que algumas coisas mudaram na realidade das pessoas. Por exemplo, a forma com que as pessoas compram, mudou completamente nos últimos anos. Muitas pessoas já nem saem mais de casa para comprar alguns produtos que antes só estavam disponíveis no mercado offline. Isso prova que o Marketing Offline não tem mais tanta efetividade quanto o Marketing Digital. 

O marketing no geral sempre foi uma questão de unir o público-alvo a um produto, uma ideia ou uma causa. Tudo isso no lugar certo e na hora certa. Dessa forma é preciso entender e conhecer o seu público de forma completa e saber onde eles estão passando mais tempo, que é na internet.

Em outras palavras, o marketing digital é qualquer forma de marketing que existe dentro da internet. Então imagine a rua mais movimentada do mundo. Milhões de pessoas passam por ela. Nessa rua existem diversas marcas, promovendo diversos produtos, ou ideias, ou até causas. Essa rua é a internet, e o marketing digital é o que torna essas marcas mais atraentes para quem passa por elas.

Na Fullweb trabalhamos muito com planejamento e SEO como uma forma eficaz de atrair pessoas, envolver e converter em clientes online. Em contrapartida, também recebemos perguntas de pessoas e clientes querendo saber mais sobre o marketing digital em si. Então decidimos abordar diversos pontos que achamos importante abordar dentro da nossa área. Continue lendo para ver e entender o quanto o marketing digital é amplo e necessário para o mundo.

  • Marketing digital: O que é?
  • Qual a função do marketing digital para uma empresa?
  • Serviços do marketing digital
  • O que um profissional de marketing digital faz?
  • Marketing digital x marketing de entrada
  • Todas as empresas podem usar o marketing digital?
  • Como posso criar conteúdo relevante?
  • Qual a importância do marketing digital?
  • Por que escolher o marketing digital para sua empresa?
  • Como colocar em prática o marketing digital?

 

Então, qual a definição de marketing digital hoje?

Marketing digital: O que é?

O marketing digital junta todos os esforços do marketing e usam isso nos dispositivos eletrônicos e na internet e outros mecanismos digitais. Diversas empresas utilizam os meios digitais, como mecanismos de buscas, redes sociais, e-mail e outros sites para se relacionar com seus clientes. Tanto os que já são efetivos, quanto os que ainda são potenciais.

Um profissional de marketing offline que seja experiente, pode dizer que o marketing digital não é muito diferente do marketing tradicional. Mas em diversos pontos o marketing digital se torna mais efetivo hoje. Chegar ao alcance das pessoas é muito mais fácil pela internet nos dias de hoje. Dessa forma, transformá-los em clientes é muito mais eficiente do que com o marketing offline. Com os avanços tecnológicos, é inevitável não afirmar que o jeito de empreender também mudou. Assim como o perfil dos clientes das diversas marcas espalhadas pela internet.

Qual a função do marketing digital para uma empresa?

No marketing tradicional é muito característico o uso de anúncios impressos, comunicação por telefone ou marketing físico. Em contrapartida, o marketing digital corre de forma eletrônica e online. Dessa forma fica muito mais claro que as marcas tem mais possibilidades de alcançarem seus clientes. Incluindo e-mail, vídeos, redes sociais, conteúdos relevantes e específicos da marca, e mecanismos de pesquisa.

Portanto, o marketing digital é crucial para sua empresa e para a divulgação da marca. Parece que todas as outras marcas têm um site, principalmente seus concorrentes. E se não tiverem um site, pelo menos têm um engajamento e uma presença forte nas redes sociais, ou uma outra estratégia de publicidade digital. Com toda essa mudança na tecnologia, o conteúdo digital e o marketing se tornaram muito comuns. Dessa forma os consumidores agora esperam e contam com essas estratégias como uma forma de saber mais sobre as marcas e seus produtos.

Resumindo, para que sua empresa se torne competitiva no mercado, você precisará aderir a alguns pontos do marketing digital.

Com tantas opções que o marketing digital proporciona, além de outras estratégias relacionadas a ele, você pode ativar sua criatividade e experimentar diversas táticas de marketing dentro do orçamento que você tem. Com o marketing digital, você também pode ter acesso a ferramentas, como painéis que analisam vários fatores. Dessa forma, podendo monitorar o sucesso da sua marca e o ROI (Retorno Sobre Investimento) de suas campanhas. Isso é algo que a mais que não existe num conteúdo publicitário tradicional. Por exemplo num outdoor ou um anúncio impresso.

 

Como o marketing digital é definido por uma empresa?

O marketing digital é reconhecido pela utilização de diversas estratégias e meios digitais de se relacionar com seus clientes. Não é difícil saber onde eles passam mais tempo: na internet. Portanto, existe um esqueleto de estratégias que se enquadram na definição de marketing digital. Desde o próprio site, até os meios digitais de uma marca ou uma empresa – redes sociais, e-mail marketing – são armas para que a marca crie engajamento com seus cliente.

Os gurus do marketing digital têm um olhar claro de como cada campanha de marketing digital que é criada, ajuda nos objetivos gerais que o cliente deseja. Dessa forma, de acordo com os objetivos traçados pela estratégia de marketing, os profissionais da área, podem adotar uma campanha maior usando canais gratuitos e pagos que ficam disponíveis a eles.  

O profissional que cuida do marketing de conteúdo, por exemplo, vai pensar em diversas postagens em textos que vão para o blog. Assim esse conteúdo serve para capturar leads de uma nova isca digital (como um e-book por exemplo) que a empresa produziu há pouco tempo. O responsável pelas redes sociais da empresa, ajuda na divulgação dessas postagens de blog, por meio de posts. Isso pode ser de forma orgânica ou paga, depende do orçamento e de quanto a empresa pretende gastar com isso. O responsável pelo marketing por e-mail, pode criar uma campanha ou uma copy (carta de venda). Neste e-mail é enviado mais informações sobre a marca ou empresa, para as pessoas que baixaram o e-book ou outra isca digital. Mais abaixo, falaremos sobre essas outras áreas mais específicas dentro do marketing digital.

Serviços do marketing digital

  • SEO (Otimização dos Mecanismos de Busca)
  • Marketing de conteúdo
  • Custo Por Clique (CPC)
  • Marketing de redes sociais
  • Automação de Marketing
  • Publicidade Nativa
  • Marketing de e-mail
  • Marketing de afiliado
  • RP digital
  • Marketing de entrada
  • Conteúdo Patrocinado

Vou deixar um resumo breve de algumas estratégias de marketing digital mais usados e os canais digitais incluídos em cada uma delas.

SEO (Otimização dos Mecanismos de Busca)

Este é o método mais utilizado para otimizar seu site e classificar mais alto nas páginas de resultado do Google ou outro mecanismo de busca. Assim é possível aumentar o tamanho do tráfego orgânico (gratuito) que seu site recebe. Vários canais hoje possibilitam o uso do SEO. Isso inclui, sites, blogs e até vídeos para o Youtube.

Existem diversas maneiras de fazer o SEO para gerar tráfego orgânico e qualificado para o seu site. Dessa forma incluem-se:

  • Na página: Esse SEO na página, é do tipo que foca no conteúdo existente direto nos conteúdos das páginas que são vistas em seu site. Quando for feita a pesquisa de palavras-chave para seu volume de pesquisa e significado, você pode responder algumas perguntas que o público deseja saber. Dessa forma você pode se classificar de forma mais eficiente nas páginas de resultados do Google. Algo que chamamos de SERPs, que são respostas a essas perguntas produzidas pela audiência.
  • Fora da página: Nesse tipo de SEO, reúne-se todas as atividades que acontecem fora da página na busca de otimizar o seu site. Mas você deve estar pensando: “Como acontece algo fora do meu próprio site que pode afetar na hora de classificar no Google?”. A resposta é simples. São os links de entrada, que também são chamados de backlinks. As várias referências com links que você utiliza, e a autoridade dessas referências alteram a sua classificação. Dessa forma altera também nas palavras-chaves que compõem a sua marca. Em contato com outras referências, escrevendo conteúdos de convidados nestes sites (mas levando de volta ao seu site) e gerando uma atenção de fora, você pode ganhar os backlinks que são necessários para classificar bem o seu site para as SERPs corretas.
  • Técnico: Esse SEO não está diretamente ligado aos conteúdos gerados em seu site. Ele se liga na parte interna do seu site e em como é a codificação das suas páginas. O tamanhos das imagens, a estrutura dos das e o CSS de arquivos que são otimizados, são uma forma de melhorar o SEO técnico do seu site. Dessa forma esse SEO pode aumentar a velocidade do seu site no carregamento das páginas e outros componentes. É uma estratégia importante para classificar o seu site nos mecanismos de pesquisa como o Google.

Marketing de conteúdo

Esse tipo de marketing se expressa pela criação e impulso de conteúdo textual que tem como objetivo, gerar um reconhecimento da marca, aumento do tráfego (orgânico ou pago), captura de leads e outros clientes. Os canais que realizam um papel na técnica de marketing de conteúdo são:

  • Posts de blog: Criar e postar textos em um blog, ajuda a mostrar a sua experiência na área, gerando autoridade no mercado. Dessa forma, a produção desse conteúdo, gera tráfego orgânico para sua marca. Por último, isso oferece mais chances de converter as pessoas que visitam o seu site, em leads ou clientes para sua equipe de vendas.
  • E-books e white papers: Essas técnicas de conteúdo, são usados para aprofundar o público alvo em assuntos mais específicos. Portanto isso ajuda a educar e mostrar ao seu público que você é uma autoridade no assunto. Essa também é uma tática para captura de leads. Em troca de informações do cliente (como e-mail, por exemplo), ele recebe esse material digital. Dessa forma, são gerados leads para sua marca, podendo qualificá-los no funil de vendas.
  • Infográficos: Algumas pessoas do seu público vão preferir um conteúdo mais interativo, que sua empresa mostre ao invés de contar. Uma das formas de fazer isso é com infográfico. É um conteúdo visual que ajuda seu público a visualizar algum conteúdo que você gostaria que aprendessem.
  • Podcasts e Videocasts: Vem sendo uma novidade no marketing de conteúdo. São uma forma de colocar um conteúdo relevante criando identificação com seu público. É uma forma de criar uma familiaridade maior, já que seu público terá um contato maior com as pessoas que estão a frente da marca. Isso também gera reciprocidade, assim a facilidade de levar esse público a serem clientes potenciais, é muito maior.

Custo por Clique (CPC)

CPC é um recurso que é usado para levar o tráfego para o seu site, pagando a uma plataforma cada vez que alguém clica no seu anúncio. Alguns dos mais comuns são o Google Ads, Facebook Ads, Youtube Ads ,que possibilita que você pague para melhorar sua classificação nas páginas de resultados do Google, por um preço por clique nos links que você disponibilizar. Já no Facebook Ads ou no Youtube Ads, você coloca um valor para que seu anúncio apareça no feed do público-alvo que você selecionar. Quanto mais dinheiro você injetar, mais pessoas você atinge. 

  • Facebook Ads: Neste recurso, quem usa o facebook, pode pagar para customizar um vídeo, uma imagem ou um carrossel de imagens, que o Facebook vai publicar no feed das pessoas que foram selecionadas como público da sua empresa.
  • Campanhas do Twitter Ads: Neste aqui os usuários pagam para colocar diversas postagens ou uma marca de perfil no feed de notícias do público-alvo que foi selecionado para a campanha. Essa campanha pode ter como meta, tráfego para o site da marca, mais seguidores no Twitter, engajamento no Twitter ou até mais downloads de apps desenvolvidos pela sua marca.
  • Mensagens patrocinadas no LinkedIn: No recurso do LinkedIn, quem é usuário, pode pagar um valor para enviar mensagens de modo direto para um público específico do LinkedIn. Assim, para selecionar o público, é levado em consideração o seu setor e experiência.

Marketing de Redes sociais

Essa área do marketing digital, ajuda a impulsionar a sua marca e os conteúdos que são criados, em canais de redes sociais. Dessa forma, essa prática pode ser usada para aumentar o reconhecimento da marca. Além disso, também pode gerar leads para a sua marca e também capturar e gerar leads para a sua empresa. Portanto, os canais de redes sociais que você pode usar para sua empresa, são:

  • Facebook.
  • Instagram
  • Twitter.
  • TikTok
  • LinkedIn.
  • Snapchat.
  • Pinterest.

Para esse tipo de marketing, é importante lembrar que a interação com o público é muito importante para criar familiaridade do cliente com a marca. Dessa forma, o público-alvo que você deseja atingir, se torna cada vez mais fiel à marca por conta da interação. Também é importante lembrar que a maioria desses canais,  utilizam de fotos e vídeos para a divulgação e impulsionamento da empresa. Portanto é uma boa ideia pensar numa identidade visual que agrade sua audiência. Hoje existem várias técnicas para aumentar o engajamento pelas redes sociais. Encontre uma que mais agrada você e que também seja efetiva.

Existem alguns sistemas que ajudam você a gerenciar as postagens de algumas redes sociais. São plataformas que conectam seus posts (Facebook e Instagram por exemplo). Assim com todas as postagens já confeccionadas, você pode criar um agendamento das postagens, além de configurar as legendas e até as hashtags.

Automação de Marketing

Automação de marketing é a tecnologia que gerencia processos de marketing e campanhas multifuncionais, em vários canais, automaticamente.

Com a automação de marketing, as empresas podem direcionar os clientes com mensagens automatizadas por e-mail, web, redes sociais e texto. As mensagens são enviadas automaticamente, de acordo com conjuntos de instruções chamados fluxos de trabalho. Os fluxos usados na automação podem ser escolhidos por padrões, customizado do zero ou sendo alterados enquanto a campanha corre, para obter melhores resultados.

Os departamentos de marketing e vendas usam a automação de marketing para automatizar campanhas de marketing online e atividades de vendas para aumentar a receita e maximizar a eficiência. Quando a automação é usada com eficácia para lidar com tarefas repetitivas, os funcionários ficam livres para lidar com problemas de ordem superior e o erro humano é reduzido.

A automação de marketing ajuda na geração de leads, incentivo e pontuação, bem como na medição do ROI geral das campanhas. Os efeitos da automação na economia de tempo e custo aumentam à medida que a organização cresce em tamanho e complexidade. Bons sistemas de automação de marketing são projetados para escalar junto com seu negócio.

Como funciona a automação de marketing?

Você coleta dados de clientes por meio de muitas interações: e-mails, visitas a sites, uso de aplicativos, nas redes sociais e assim por diante. Esses dados ajudam a criar uma visão de 360 ​​graus de cada cliente.

A partir daí, a automação de marketing faz todo o trabalho: agilizando os processos de segmentação e direcionamento para determinar os públicos certos, de forma rápida e em escala. Personalizar mensagens para cada cliente automaticamente com base em seu perfil. Criação de mensagens relevantes e personalizadas por e-mail, celular, experiências sociais, web e muito mais com alguns cliques simples. Oferecendo experiências personalizadas para seus clientes, se você tem 100 ou 100 milhões, de forma eficiente e eficaz.

Publicidade Nativa

A publicidade nativa é uma mídia paga projetada para corresponder ao conteúdo de uma fonte de mídia. Um exemplo de publicidade nativa móvel seria o conteúdo de vídeo pago no aplicativo do Youtube. Essa mídia é projetada para corresponder ao design visual e à função do conteúdo natural, que aparece em seu feed de vídeos recomendados.

Ela também oferece a oportunidade de se conectar com os usuários em um formato de sua escolha. Ela também pode ser menos intrusiva do que os formatos de anúncio tradicionais, como anúncios em banner. Além disso, a relevância contextual do anúncio significa que a publicidade nativa pode produzir uma alta taxa de cliques (CTR) e aumentar as conversões .

Marketing de e-mail

O marketing por e-mail é o uso do e-mail para promover produtos ou serviços enquanto desenvolve relacionamentos com clientes ou clientes potenciais. 

Sempre que uma empresa envia um e-mail, além de confirmações de pedidos e respostas diretas às perguntas dos clientes, isso pode ser considerado uma forma de marketing por e-mail. O marketing por email é um segmento do marketing digital, que abrange o marketing online através de sites, redes sociais, blogs e muito mais.

O e-mail marketing pode incluir newsletters com atualizações sobre a empresa ou promoções de vendas e ofertas exclusivas para assinantes. Os e-mails de marketing também podem buscar compartilhar uma mensagem geral em nome da empresa, como na sequência de um desastre natural ou escândalo da empresa.

Na melhor das hipóteses, o marketing por e-mail facilita na informação da sua marca com os seus clientes ou prospectos, podendo ajustar os e-mail para cada cada cliente. Na pior das hipóteses, esse tipo de marketing pode afastar os clientes com e-mails de spam persistentemente irritantes.

Como funciona o e-mail marketing?

É fácil configurar e rastrear uma campanha de marketing por e-mail , o que a torna acessível para pequenas empresas. Você pode adicionar uma opção de inscrição de boletim informativo ao seu site, por exemplo. Conforme as pessoas se inscrevem, você pode enviar boletins informativos para um público cada vez maior. Você também pode direcionar os clientes para o boletim informativo de seus perfis de mídia social.

As duas maiores vantagens do marketing por e-mail são o preço e a facilidade. Em comparação com outros tipos de marketing, o e-mail é uma forma econômica de anunciar sua empresa e seus produtos ou serviços.

Um boletim informativo regular é uma maneira simples e eficaz de enviar atualizações sobre sua empresa, eventos futuros e ofertas especiais. O software de e-mail também facilita o agendamento de e-mails promocionais automatizados para clientes que não compraram recentemente.

O marketing por e-mail (ajuda sua empresa a chegar em públicos diferentes e até clientes particulares. Dessa forma você pode dar a essas pessoas específicas, uma proposta diferenciada dos demais. Por exemplo desconto de aniversário em mercadorias ou serviços é uma maneira de fazer isso.

Um restaurante, por exemplo, pode enviar um e-mail aos clientes em seus aniversários oferecendo 50% de desconto na entrada. Esse tipo de personalização ajuda uma empresa a desenvolver e manter um relacionamento com o cliente – e isso pode levar ao aumento das vendas e da fidelidade do cliente.

Marketing de afiliado

O marketing de afiliados é o processo pelo qual um afiliado ganha uma comissão pelo marketing de produtos de outra pessoa ou empresa. O afiliado simplesmente procura um produto de que goste e, em seguida, impulsiona esse produto. Dessa forma, o afiliado obtém uma parte do lucro de cada venda que realiza. As vendas são monitoradas por meio de links de afiliados de um site para outro. 

Como o marketing de afiliados funciona repartindo as tarefas de marketing e criação de produtos entre as partes, ele consegue desenvolver as habilidades de vários indivíduos para uma estratégia de marketing mais eficaz. Ao mesmo tempo, fornece aos contribuintes uma parte dos lucros. Para fazer este trabalho, três partes diferentes devem estar envolvidas:

  • Vendedor e criadores de produtos.
  • O afiliado ou anunciante.
  • O consumidor.

RP digital

RP digital (Relações Públicas digital) é uma estratégia de marketing digital usada por empresas para aumentar sua presença online. As agências que usam o RP digital se relacionam com jornalistas, blogueiros e influenciadores e enviam comunicados de imprensa online. Assim, elas buscam obter backlinks de alta qualidade, menções nas mídias sociais e melhorar sua Otimização de Mecanismos de Busca (SEO).

O RP digital envolve a obtenção de backlinks de alta qualidade de sites e publicações on-line e avaliações honestas (espero boas) de clientes. O RP digital ajuda você a atingir seu público-alvo, exibindo sua empresa nos sites que eles leem, em podcasts que estão nas plataformas de áudio ou nas redes sociais que eles seguem. Ele pode até receber avaliações cinco estrelas no Google e na Amazon. Em última análise, o RP digital impacta positivamente a visibilidade e a classificação de um site de busca.

Para as empresas locais, uma estratégia bem planejada de RP digital local de SEO se concentrará em fazer com que sua empresa seja apresentada em publicações online que escrevam sobre sua área local. Podem ser sites de jornais locais, blogs locais escritos por blogueiros que vivem na área, comentários de pessoas locais que compraram de você e eventos locais ou instituições de caridade que você patrocina.

Marketing de entrada

O marketing de entrada (ou inbound marketing) é uma solução dinâmica centrada no comprador que se concentra nas necessidades, desejos e jornada de compra do consumidor. O que não é uma solução cara que atende ao vendedor.

  • A metodologia identifica os pontos problemáticos de uma persona do comprador adequado. Visando fornecer uma solução por meio de um engajamento atraente. Suas várias etapas são responsáveis ​​pelas diferentes etapas da jornada de um comprador. Por meio dessas etapas, o conteúdo personalizado é servido aos compradores-alvo para atrair, converter, nutrir e encantá-los durante todo o ciclo de compra.
  • A metodologia de entrada (inbound) enfatiza a compreensão do conteúdo / contexto. O ideal é que você se concentre na criação de conteúdo totalmente otimizado para pesquisa e redes sociais e que atraia seus clientes potenciais relevantes. O contexto refere-se à compreensão de qual conteúdo é mais atraente para os clientes em potencial e o que provavelmente os puxará por meio do funil de vendas – esse contexto deve ser compreendido e dominado para personalizar mensagens, e-mails e várias outras promoções.

Conteúdo Patrocinado

Esse tipo de conteúdo se torna muito mais cativante quando você decide patrocinar uma outra empresa ou alguém que produz conteúdo diretamente para o seu público-alvo, já que eles estão tratando com o público, pontos que são semelhantes ao da sua marca.  Quando isso acontece, qualquer ligação entre a outra empresa ou pessoa, a sua marca, é um ganho gigantesco para você. Se torna algo natural e não como se fosse uma publicidade mais ofensiva.

Ao invés de pensar: “nossa, mais uma propaganda”, seu público vai entender esse patrocínio como algo mais interessante, como se fosse um ensinamento sobre a sua marca. Dessa forma, as pessoas criam familiaridade com a sua marca, e com isso elas confiam mais, lembram mais e até preferem mais a sua marca do que outras.

Quando falamos de conteúdo patrocinado ou de marca, um ponto importante a se levar em conta é a confiança que você deve estabelecer no seu público em potencial. Portanto, quando o profissional que cuida dos conteúdos patrocinados, patrocina o conteúdo de alguém que tem uma boa audiência e é confiável, eles observam um aumento de 50% na marca. Isso é muito maior do que aqueles profissionais do marketing que apenas criam seu conteúdo e não se preocupam em relacionar com alguma marca.

Sobretudo, quando o conteúdo patrocinado e o patrocinador ganham força, os mecanismos de busca mostram que o marketing em cima do seu produto, junto com um conteúdo de qualidade, podem ser extremamente melhores. Assim, é visto que o marketing de conteúdo, pode obter muito mais leads do que uma propaganda de pesquisa paga.

O que um profissional de marketing digital faz?

As pessoas que trabalham com marketing digital têm diversas funções. Elas são responsáveis por alavancar o reconhecimento de uma marca e a captura de leads usando diversos meios digitais para isso. Assim é possível usar tanto canais gratuitos como pagos que ficam a serviço da empresa. Esses canais digitais também são diversos. Podem ser as redes sociais da empresa, o site institucional ou loja, as classificações no Google e outros mecanismos de buscas, blogs, design gráfico e-mail etc.

Os profissionais de marketing digital têm obrigações e metas diferentes. Usam os KPIs (indicador chave de desempenho) para alcançar as suas metas e objetivos. Elas são diferentes para cada área, dessa forma é possível medir o desempenho de cada setor da empresa. Por exemplo, a pessoa que trabalha com o SEO, é responsável por medir o tráfego orgânico que leva para o seu site. Esse tráfego vem de pessoas que visitam o site depois de buscarem algo no Google que direciona diretamente para o site da sua marca. Por exemplo na busca da palavra-chave que está relacionada a sua marca.

O marketing digital é dividido em várias funções que possibilitam trabalhar num leque muito maior do que se imagina. Em empresas pequenas, um profissional de marketing pode desempenhar diversas funções ao mesmo tempo, e utilizar as táticas de cada uma dessas funções. Ao mesmo tempo, em empresas maiores cada uma dessas funções têm seus especialistas, focados em apenas uma ou duas funções dos serviços que o marketing digital realiza.

Aqui estão alguns exemplos desses especialistas para cada um desses serviços:

Gerente de SEO

Principais indicadores de desempenho (KPIs): tráfego orgânico.

Um gerente de SEO é simplesmente um tipo especializado de gerente de marketing. A descrição do trabalho de um gerente de marketing de SEO inclui otimização técnica de sites, coordenação da criação e envio de conteúdo do site e construção de comunidade online e backlinks. As vagas de emprego em marketing de SEO geralmente exigem planejamento estratégico e organização de campanhas, além de outras funções de gerenciamento de projetos.

Um gerente de SEO geralmente monitora um projeto do início à conclusão e deve trabalhar em cooperação com os membros da equipe para cumprir as metas de SEO. Algumas competências específicas exigidas para gerentes de SEO incluem pesquisa de palavras-chave, análise de mercado e otimização de conteúdo. Os gerentes de SEO também usam análises para determinar a eficácia das campanhas de marketing na internet. O gerenciamento de SEO combina dois conjuntos de habilidades distintas. Portanto, o gerente de SEO precisa ter um conhecimento de marketing na internet e conhecimento de otimização de mecanismos de pesquisa.

Gerente de mídias sociais

Principais indicadores de desempenho (KPIs): conseguir seguidores, impressões das publicações, compartilhamentos de posts.

Os gerentes de mídia social criam e mantêm promoções de marca, informações da empresa e campanhas de marketing para sua empresa em várias redes sociais diferentes. Eles também monitoram análises de mídia social usando ferramentas gratuitas ou pagas e respondem a perguntas e comentários de acordo com a voz e as diretrizes da empresa. Os gerentes de mídia social trabalham diariamente para produzir novos conteúdos para suas empresas, inovando constantemente para lançar novas ideias e formatos e medindo o desempenho dessas ideias.

Os gerentes de mídia social podem se reportar a um diretor de mídia social (em organizações maiores) ou ao chefe de conteúdo ou marca. Eles trabalham com outros grupos criativos, como marketing e relações públicas, bem como com o departamento jurídico, para coordenar campanhas com iniciativas contínuas da empresa e executar campanhas de marketing atuais. Espera-se que um gerente de mídia social acompanhe as novas tendências e notícias da empresa e do setor.

(Observação: as KPIs de gerente de mídias sociais, citadas acima, tem como indicador de desempenho, as impressões. Não são impressões físicas mas sim o número de vezes que uma postagem da marca ou da empresa aparece no feed de uma pessoa.)

Especialista em marketing de conteúdo

Principais indicadores de desempenho (KPIs): Tempo na página, tráfego geral de blog, inscritos nos canais de conteúdo (Youtube, blog do site, etc).

Um especialista em marketing de conteúdo é o responsável final pelo gerenciamento da operação de marketing de conteúdo de uma empresa e pelo sucesso geral das iniciativas de marketing de conteúdo. Eles orientam a estratégia de marketing de conteúdo , facilitam o planejamento contínuo de conteúdo , gerenciam a criação, edição e promoção de conteúdo do dia-a-dia e relatam os resultados de cada iniciativa de marketing de conteúdo.

O principal objetivo do gerenciador de conteúdo é realizar com sucesso a estratégia de marketing de conteúdo do negócio, publicando e promovendo conteúdo que atinja os objetivos definidos na estratégia. É impossível criar uma estratégia e um plano de marketing de conteúdo eficazes sem uma pesquisa inicial. Essa pesquisa ajuda o gerente de conteúdo e os criadores a entender melhor seu público-alvo e a decidir que tipos de conteúdo criar e quais tópicos cobrir.

Coordenador de automação de marketing

Principais indicadores de desempenho (KPIs): taxa de abertura de email, taxa de cliques na campanha, taxa de geração de leads (conversão)

A função de um gerente de automação de marketing é gerenciar software que agiliza processos, automatizar fluxos de trabalho manuais e configurar ferramentas de medição que geram insights acionáveis. Em última análise, o objetivo do gerente de automação de marketing é usar a automação para melhorar a eficiência operacional e aumentar os resultados financeiros. Eles combinam estratégia, criatividade e habilidades técnicas para construir uma marca e aumentar os leads.

O gerente de automação de marketing deve ser capaz de imaginar como a automação de um fluxo de trabalho pode ajudar uma empresa. Eles devem ter uma visão clara para serem capazes de ver uma meta e, em seguida, usar a tecnologia para ajudar a alcançá-la com mais rapidez e eficiência do que nunca. Eles devem desenvolver e implementar estratégias globais para aumentar leads, melhorar campanhas e construir bancos de dados. Essas estratégias devem ser inovadoras o suficiente para diferenciar sua empresa de todas as outras pessoas em seu setor de mercado.

Marketing digital x Marketing de entrada

Se pararmos para analisar, os dois são bem parecidos: os dois acontecem, acima de tudo, online. Além disso, os dois também centralizam na criação de conteúdo para que o público possa ter acesso. Mas qual a diferença?

O marketing digital não separa as táticas de marketing de entrada e de saída. São englobados num todo dentro do marketing digital.

As estratégias usadas para a transmissão de conteúdo digital, miram em passar uma mensagem de marketing, de forma direta e na frente de várias pessoas. Portanto, tentando alcançar o maior número de pessoas na rede online. Sem levar em consideração se as pessoas acharão relevante ou bem vinda. Por exemplo, existem anúncios em formato de banner no topo de vários sites. Eles tentam ao máximo te incentivar a comprar um produto ou oferecer uma promoção. Às vezes as pessoas que visitam seus sites, nem estão prontas para receber esses anúncios.

Em contrapartida, os profissionais de marketing que colocam em prática as estratégias de marketing de entrada, utilizam conteúdo online para atrair seu público-alvo. Eles atraem a audiência para seus sites, fornecendo conteúdo e ativos que são convenientes para os clientes. Dessa forma, um dos ativos do marketing de entrada mais comuns, mas um dos que mais tem força, é um blog. Isso permite que o seu site se posicione nos termos e palavras que seu público-alvo está buscando.

Por último, mas não menos importante, o marketing de entrada é um método que utiliza recursos do marketing digital  para atrair, cativar e agradar seu público-alvo. Já o marketing digital, é um termo muito mais abrangente e que representa as estratégias de marketing online em qualquer parte, independente se forem consideradas de entrada ou de saída.

Todas as empresas podem usar o marketing digital?

O marketing digital é acessível para qualquer empresa de qualquer tamanho e setor. Pode funcionar independente do que sua marca venda ou produza. Além disso, o marketing digital ainda contém a criação de personas (comprador ideal) e do público-alvo (pessoas que a marca quer alcançar). Dessa forma, é possível identificar as necessidades da sua audiência e como será feito a criação de conteúdo relevante e valioso para esse público. Em contrapartida, as estratégias de marketing digital variam de empresa para empresa. Portanto, deve-se levar em conta algumas coisas:

Marketing Digital B2B

Sua empresa sendo B2B (business to business) suas aplicações no marketing digital estarão concentrados na maior parte do tempo, em geração e captura de leads. Assim, a finalidade disso, será um vendedor entrar em contato com esse cliente em potencial. Dessa forma, as táticas de marketing digital que devem ser usadas, são especialmente para atrair e converter esses leads. Quanto melhor a qualidade desses leads, ou seja, pessoas que realmente vão comprar o seu produto, melhor para sua equipe de vendas.

Mesmo usando o seu site a maior parte do tempo para essa captura de leads, você precisará investir também em redes que são focadas em negócios. Por exemplo, a LinkedIn, onde seu público passa a maior parte do tempo online.

Marketing Digital B2C

Diferente do B2B, se sua empresa for B2C (business to consumer), deve-se levar em consideração a faixa de preço dos seus produtos. Mas provavelmente a maior parte dos esforços do marketing digital, será para atrair pessoas para o seu site. Dessa forma, fazer com que o cliente compre seu produto sem precisar que um vendedor entre em contato com ele.

Sendo assim, é possível que sua empresa não se comprometa em capturar leads de forma tradicional que nem uma empresa B2B. Assim, a prioridade seria acelerar a jornada do comprador para os clientes em potencial que acessarem seu site. Dessa forma, é bem provável que a criação de conteúdo se posicione mais acima no funil de marketing, em comparação com empresas B2B que tem seu conteúdo na parte mais baixa do funil. Assim, sua empresa utilizará alguns recursos como headlines mais persuasivas e botões que levam o cliente a fazer uma ação (CTA). 

No caso das empresas B2C, o mais indicado é usar redes sociais como Instagram, Facebook, Pinterest, como canais de divulgação do seu produto e marca. Já que são canais que lidam diretamente com o público final.

Como posso criar conteúdo relevante?

Você deve sempre pensar primeiro quais são as necessidades da sua audiência na hora de criar o conteúdo para sua marca. Além disso, deve-se pensar nas diferentes fases da jornada do comprador. Primeiro de tudo, você deve criar o seu persona, que é o comprador ideal para sua marca. Dessa forma você pode identificar quais são suas características, o objetivo, desafios e objeções que esse persona tem com a sua marca. Resumindo, todo conteúdo criado, deve ser pensado diretamente nesse público, para alcançar todos esses pontos que serão levantados sobre eles. Desde objetivos, desafios, objeções, desejos, etc.

Logo depois, é preciso pensar em qual fase o seu cliente estará pronto para chegar ao seu conteúdo. Dessa forma, mapeando o conteúdo, é possível direcionar o comprador de cada fase para o conteúdo certo. 

Mapeando todo o conteúdo que será criado, é possível focar cada conteúdo levando em consideração:

  • O perfil do seu cliente ideal (persona) e seu público-alvo.
  • Em qual estágio de compra está cada pessoa. Assim, é possível levar o cliente cada vez mais perto da compra do seu produto.

Levando em consideração esses pontos, o conteúdo que for criado tem diferença em relação às fases de compra. Portanto citaremos algumas dicas para usar em cada estágio da jornada de compra.

Fase de Conscientização

  • Posts de blog: São usados para aumentar o tráfego orgânico. Além disso, quando é feito o SEO e a otimização de palavras-chave, a chance da sua marca subir nas páginas de resultados do Google, são enormes.
  • Infográficos: Essa é uma tática para explicar sobre a sua marca em forma de imagem. Como são feitos dessa forma, a chance de serem compartilhados é muito maior, assim é muito mais fácil que sua marca seja divulgada nas redes sociais com esse tipo de conteúdo. 
  • Vídeos curtos:  Outra técnica que é fácil de compartilhar. Esses vídeos curtos, são vídeos breves mas com informações pontuais sobre a sua marca ou empresa.

Fase de consideração

  • E-books: São extremamente eficientes na captura de leads, já que podem ter um conteúdo mais vasto do que post de blog ou infográfico. Dessa forma é muito provável que seus clientes potenciais troquem algumas informações próprias como e-mail por exemplo, pelo conteúdo oferecido.
  • Webinars: São uma forma mais aprofundada de gerar conteúdo em vídeo. Como é permitido que o público interaja com quem está realizando o webnário, é uma ótima arma para a fase de consideração. 

Fase de Decisão

  • Estudos de caso: Ter exemplos de casos, que tiveram suas vidas mudadas graças a sua empresa, pode ser uma boa opção na hora de influenciar de forma positiva a decisão de compra de um cliente. Cria-se uma familiaridade com seu persona, dessa forma, a possibilidade desse cliente fechar um negócio, é altíssima.
  • Testemunhos: Às vezes os estudos de caso não tem tanto efeito para sua empresa. Portanto, a melhor escolha nesse caso, é divulgar depoimentos de pessoas que obtiveram o seu produto. Isso pode ser por meio de fotos, textos e vídeos. Isso faz com que os potenciais clientes tenham mais confiança na hora de comprar seu produto.

Qual a importância do marketing digital?

Porque é que o marketing digital é importante? Cada empresa terá objetivos específicos diferentes em mente. Mas a maioria luta para alcançar o crescimento, alcançar mais consumidores e convencê-los a comprar. Para fazer isso de forma eficaz, é necessário entender os processos e todos os recursos e tecnologias de marketing mais valiosos, já que no mundo moderno, a internet está no topo dessa lista. Isto faz com que todos os negócios necessitem de marketing digital. É necessário compreender os benefícios do marketing digital para as empresas, que incluem:

1 .  Acessibilidade de preços

O marketing digital é consideravelmente mais barato do que outros métodos de marketing. Os preços específicos variam com base no que se precisa fazer e nos objetivos que as empresas ou marcas querem alcançar. Mas os gastos com publicidade digital tendem a ser inferiores a outras formas de marketing, como por exemplo o marketing offline.

2. Acesso móvel

Já é perceptível que a maioria dos adultos, até adolescentes e crianças possuem um smartphone e são suscetíveis a utilizar esse smartphone ou outro dispositivo móvel para notícias, redes sociais, e inúmeras outras atividades. O marketing digital ajuda sua marca a alcançá-los enquanto estão conectados à internet. Com anúncios de remarketing, e-mail e marketing por texto, e redes sociais. Dessa forma, sua empresa pode estar à frente do seu público enquanto eles utilizam muitas aplicações diferentes nos seus dispositivos.

3. Flexibilidade

Existem muitas formas e utilizações do marketing digital de alta qualidade, incluindo banners publicitários, e-mail marketing, marketing de conteúdo, e mensagens nas redes sociais. Assim, ao aprender como se comercializar de forma criativa digitalmente, abre-se um vasto leque de possibilidades para futuras estratégias de marketing. Além disso, o marketing digital tem também a flexibilidade de testar e parar campanhas com mau desempenho em tempo real.

4. Expansão

Muitos consumidores fazem quase todas as suas compras online. O marketing digital permite que sua marca chegue a estas pessoas e assim expande o alcance da sua empresa. Podem ser usados os anúncios de compras do Google e as campanhas de redes sociais como Facebook, Instagram e Youtube. Com isso pode-se expandir o reconhecimento da sua marca e impulsionar suas vendas.

5. Multimídia

Os clientes tendem a envolver-se mais com materiais de marketing que combinam múltiplos tipos de conteúdo, incluindo fotografias, vídeos e áudios (podcasts por exemplo). Com o marketing digital é muito mais fácil incorporar todos estes tipos de conteúdo do que qualquer outro tipo de publicidade offline.

6. Interatividade

O marketing digital permite a comunicação direta entre a marca ou empresa com seu público que buscam o seu conteúdo. Isso ocorre, através de comentários, mensagens, críticas, e mensagens nas redes sociais. Isto mostra aos clientes que sua empresa se preocupa com o que eles dizem. Assim sua audiência se sente mais  respeitada e parte da comunidade que a marca está construindo. Também lhe permite reunir informações valiosas sobre as reações e preferências dos clientes.

7. Rastreio

Além de se comunicar com os clientes, o marketing digital permite o acompanhamento  das suas atividades. Podendo controlar quais os anúncios e tipos de conteúdo que viram pouco antes de efetuarem uma compra. Isto facilita na escola de quais são os métodos de marketing mais eficazes para a marca, permitindo-lhe refinar e melhorar a sua estratégia.

8. Autoridade

O marketing digital facilita os comentários sobre questões e controvérsias relacionadas com o seu produto ou a sua indústria. Desta forma, pode-se estabelecer como uma autoridade sobre tais temas. Levando os leitores a confiar na sua empresa, voltar ao seu conteúdo para mais informações, e eventualmente fazer uma compra. O marketing digital permite à sua empresa tornar-se referência dentro do nicho que atua. 

9. Engajamento de Influenciadores

Muitas das figuras mais influentes da cultura moderna promovem a si próprias online ou através das redes sociais. O marketing digital permite que sua marca se envolva com estes influenciadores e ganhe o seu respeito. Se jogar bem as suas cartas, pode conseguir que elas o apoiem, levando os seus seguidores a tornarem-se clientes e a divulgarem a ideia  da marca.

Por que escolher o marketing digital para a minha empresa?

Houve um tempo em que desenvolver e implementar campanhas de marketing significava fazer anúncios na televisão e rádio ou colocar anúncios impressos em jornais e revistas. No entanto, à medida que o mundo do comércio avança cada vez mais para um mercado digital. Assim, as empresas têm agora a oportunidade de expandir o seu alcance e ligar-se ao mercado através de estratégias de marketing digital.

Qualquer marca moderna que queira avançar no atual clima empresarial terá que aderir às táticas de marketing digital como parte da sua estratégia global. Isto não significa que tenha que deixar de fora os anúncios impressos tradicionais. Especialmente se o seu negócio já estiver a ver uma grande resposta deste tipo de anúncios. Contudo, ao utilizar estratégias de marketing digital combinando com suas estratégias de marketing offline o seu negócio pode ser mais otimizado e com isso gerar mais resultados.

As tendências mostram que o marketing digital funciona realmente, independente da sua empresa ou do nicho em que você atua. Abaixo, colocamos alguns pontos do porquê você deve escolher o marketing digital para sua empresa.

1. Os consumidores mais modernos estão a tornar-se digitais.

O consumidor moderno está cada vez mais próximo de experiências mais digitais quando se trata de pesquisar e fazer compras. O Google continua sendo o canal mais popular para a pesquisa de consumidores. Sendo assim os consumidores que estão na fase inicial da jornada de compra ou prontos para comprar um determinado produto, utilizam frequentemente os canais de busca para encontrar a informação que precisam para tomar uma decisão de compra. É importante que o trabalho das empresas seja voltado para estas pesquisas . Dessa forma é possível envolver o cliente e trabalhar para influenciar as suas decisões de compra, fornecendo informações valiosas.

Embora a pesquisa seja uma excelente estratégia de marketing digital, ela não é a única ferramenta que o consumidor utiliza para tomar uma decisão de compra. Alguns dos consumidores também utilizam outros sites de marcas e revisões de clientes para a pesquisa de um produto.Além disso, há aqueles que usam as redes sociais e blogs para descobrir novas soluções, produtos e marcas. Todas estas táticas de marketing digital trabalham em conjunto para ajudar a sua marca a fornecer informação aos consumidores que procuram seus produtos ou serviços. Se não adotarem estas estratégias de marketing digital, podem perder a chance de chegar a mais pessoas.

2. As estratégias de marketing digital são acessíveis.

Mesmo as grandes empresas com grandes orçamentos de marketing precisam estar conscientes de como gastam o seu dinheiro no marketing. Um dos maiores benefícios do marketing digital é que algumas táticas são ao mesmo tempo acessíveis e eficazes. As empresas podem comercializar através de e-mails, redes sociais e marketing de conteúdo orientado por SEO.  Essas técnicas custam muito menos do que investir no marketing offline, por exemplo.

Não só as estratégias de marketing digital podem ser mais acessíveis, como também oferecem um ROI atrativo para os empresários. De fato, o marketing de conteúdos custa 3 vezes menos do que algumas táticas de marketing offline.  Além disso, as empresas que publicam consistentemente conteúdos de blogs que são relevantes e valiosos têm 13 vezes mais probabilidades de ter um retorno positivo do investimento. O marketing de conteúdo não é a única estratégia de marketing digital acessível que oferece um excelente ROI. Em geral, as táticas de marketing digital podem ajudá-lo a obter mais pelo seu dinheiro investido.

3. É fácil manter e monitorar as suas campanhas digitais.

É muito importante que o empresário tenha uma forma de acompanhar o sucesso das suas campanhas de marketing. Isto ajuda as marcas a verem o que está funcionando e o que não está, dentro das estratégias de marketing. Com esta informação, as empresas podem não só medir com maior precisão o seu retorno do investimento, mas também podem identificar áreas de melhoria e trabalhar para criar campanhas mais bem sucedidas com base nos resultados. O marketing digital torna essas tarefas mais fáceis do que nunca, monitorando o sucesso das campanhas de marketing.

O marketing digital oferece aos empresários a vantagem de ter ao seu alcance uma grande quantidade de dados de campanha. Com ferramentas analíticas e softwares de marketing digital fáceis de utilizar, os empresários podem testar diferentes conteúdos para ver o que responde melhor com o seu público-alvo. Enquanto que as táticas de marketing offline exigem que se espere até que a campanha esteja concluída para rever o que funcionou e o que não funcionou. Assim, as ferramentas analíticas de marketing digital permitem que você veja como as suas campanhas estão rodando, em tempo real, fazendo os ajustes que forem necessários.

4. A sua marca pode proporcionar uma experiência mais interativa através de canais de marketing digital.

Os canais de marketing digital também permitem às empresas fornecer uma experiência mais personalizada através de anúncios de vídeo interativos e recomendações personalizadas de produtos. O vídeo online tornou-se rapidamente uma parte da vida quotidiana dos consumidores. De facto, a Cisco prevê que até 2019, 80 por cento do tráfego mundial da Internet será vídeo com vídeo a representar 85 por cento do tráfego total da Internet nos EUA. Isto representa uma grande oportunidade para as marcas envolverem o seu público alvo. As empresas podem utilizar vídeo online para captar a atenção do seu público em movimento e informar, entreter, e envolver os seus consumidores ideais.

Quando se trata de personalização, as recomendações de produtos são a melhor forma de encorajar vendas repetidas, cross-sell, e up-sell aos seus clientes atuais. De facto, 56% dos consumidores são mais propensos a comprar de uma marca se lhes for dada uma experiência de compra personalizada. As empresas podem tirar partido da riqueza de dados que o marketing digital oferece para fornecer recomendações personalizadas com base no comportamento do utilizador. Através de correio electrónico e anúncios sociais, pode visar os seus clientes atuais e fornecer recomendações personalizadas com base em compras passadas ou comportamento de navegação.

Além disso, o marketing digital permite-lhe chegar aos clientes que visitaram o seu site, encheram o seu carrinho de compras, e saíram sem comprar. Com anúncios de remarketing nas redes sociais, pode aumentar as vendas mostrando aos consumidores o que eles deixaram para trás ou lembrando-lhes porque é que a sua marca é tão boa. Ao resservir o conteúdo de anúncios personalizados aos clientes que ainda não tenham dado seguimento à sua compra, pode permanecer no topo da sua mente e trabalhar para encorajar as suas compras futuras.

5. Com o marketing digital, é possível responder às tendências em tempo real.

O marketing digital te permite responder às tendências populares em tempo real. Isto ajuda o seu negócio a tirar partido da resposta dos consumidores a eventos, tendências, tópicos e tecnologias atuais. Quer a sua marca utilize as mais recentes tecnologias para chegar aos clientes, comunicar em conversas sobre eventos populares da atualidade, ou utilizar as plataformas mais populares para fornecer conteúdos publicitários direcionados. O marketing digital torna possível manter-se à frente do jogo. Ao tirar partido do que é popular no momento, as empresas podem aumentar a sua visibilidade online e alcançar mais leads e clientes.

Um exemplo disto é a utilização de canais de marketing digital que as mídias sociais e os blogs, podem fornecer conteúdos relevantes e úteis sobre as tendências populares na sua empressa. Independentemente do tipo de produto ou serviço que o seu negócio oferece, é certo que haverá tendências no seu nicho que mudarão ao longo do tempo. Com o marketing digital, pode responder a estas tendências em tempo real, participando na conversa ou fornecendo conteúdos direcionados que falem das atuais preocupações do seu público-alvo. Isto pode ajudar a construir a fidelidade à marca e estabelecer o seu negócio como líder na indústria.

O imediatismo do marketing digital que você responda rapidamente a estas tendências. Enquanto que leva tempo a desenvolver, produzir e distribuir produtos por meio do marketing offline, as táticas de marketing digital funcionam um pouco mais rapidamente. Por exemplo, se precisar comunicar algo aos seus clientes e leads rapidamente, pode trabalhar para desenvolver e publicar conteúdos de blogs ou redes sociais dentro de uma hora ou utilizar o marketing SMS para entregar a mensagem aos seus clientes e leads imediatamente.

6. O seu negócio pode aumentar significativamente o seu alcance.

Os materiais de marketing offline podem ser bastante eficazes para atingir um público alvo. Por exemplo, se quiser atingir uma determinada localização geográfica, os anúncios de rádio e televisão podem ser uma ótima forma de atingir essa audiência local. Da mesma forma, os anúncios impressos em jornais e revistas são uma forma eficaz de atingir a população específica que passa o tempo lendo estas publicações. Contudo, se estiver à procura de formas de ir além destes públicos-alvo ou atingir novos públicos-alvo, o marketing digital pode ajudá-lo a aumentar o seu alcance global.

Além disso, o marketing digital proporciona novas formas de atingir o seu público. Com o marketing tradicional, você pode colocar um anúncio impresso numa revista que seja lido pelos consumidores com maior probabilidade de comprar o seu produto ou serviço. Esta é uma ótima forma de ganhar exposição no seu mercado alvo e construir o reconhecimento da marca. Contudo, há uma boa probabilidade de esta publicação não atingir todos os consumidores que fazem parte do seu público-alvo.

É aqui que entra o marketing digital. Com o marketing digital, seu negócio pode chegar a mais consumidores do seu público-alvo. Através de conteúdos de blogs personalizados, plataformas de redes sociais relevantes, e marketing em mecanismos de busca, poderá alcançar os consumidores que possam ter perdido o seu anúncio inicial ou precisar de um pouco mais de envolvimento antes de efetuar uma compra.

7. O marketing digital pode ajudar as marcas a melhorar as suas relações com os clientes.

Outra razão pela qual o marketing digital é uma obrigação para a maioria das marcas modernas, é que permite às empresas promoverem melhores relações com os clientes. Enquanto a maioria do marketing offline proporciona uma comunicação unidirecional com o consumidor, o marketing digital permite uma comunicação bidirecional em tempo real. Isto torna mais fácil para as marcas abordarem de forma mais eficaz as questões e preocupações dos seus consumidores sem demora. Ao mesmo tempo que promove as relações de marca através de um envolvimento de qualidade do consumidor.

As redes sociais são uma excelente ferramenta para melhorar as relações com os clientes. Plataformas como o Facebook, Instagram e Twitter permitem às marcas comunicar-se com os clientes e envolvê-los de uma forma significativa e genuína. Quando os clientes têm perguntas ou preocupações, entram em contato frequentemente com uma empresa pelas redes sociais para informação ou resolução de algum problema.

A natureza acelerada das redes sociais permite às empresas abordarem rapidamente estas questões e preocupações antes que estas se intensifiquem. Ao melhorar as relações de serviço ao cliente, as redes sociais também ajudam a melhorar os índices globais de satisfação do cliente, o que pode levar a repetidas vendas e referências de clientes.

Táticas de marketing digital como as redes sociais não só são ótimas para melhorar o serviço ao cliente, como também podem ajudar a melhorar as relações com os clientes, permitindo às marcas conhecer melhor as necessidades e desejos dos seus clientes. Ao envolverem-se com os clientes no site da marca, blog e redes sociais, as empresas podem compreender melhor o que os seus clientes e leads precisam. Isto melhora as relações com os clientes, mas também ajuda a impulsionar as vendas globais. 

Como colocar em prática o marketing digital?

  • Defina quais são seus objetivos.
  • Defina seu público-alvo.
  • Estabeleça um orçamento para cada canal digital.
  • Tenha equilíbrio entre técnicas orgânicas e pagas.
  • Aprimore seu site e deixe-o responsivo.
  • Saiba quais são as palavras-chave a serem usadas.
  • Repita com base nas análises que você mede.

1. Defina quais são seus objetivos.

Na hora de começar com o marketing digital, a primeira coisa que você deve fazer é identificar e definir quais são os seus objetivos quanto à empresa. Dessa forma você pode pensar quais serão as táticas que serão utilizadas dentro do marketing digital. Por exemplo, se você deseja aumentar a divulgação e reconhecimento da sua marca, você pode escolher como caminho, alcançar seu público-alvo por meio das redes sociais.

Outro exemplo, é se você deseja aumentar suas vendas com um produto específico. Sendo assim, o caminho mais eficiente, é investir em SEO e criar conteúdos que tragam clientes em potencial para o seu site ou loja virtual. Além disso, você também pode experimentar campanhas de custo por clique (CPC). Assim você investe em tráfego por meio de anúncios pagos.

Em qualquer um dos casos, sem seus objetivos principais, se torna muito mais difícil escolher qual estratégia de marketing será adotada. Portanto, quando começar concentre nos seus objetivos a serem alcançados.

2. Defina seu público-alvo.

Já falamos sobre isso antes, mas esse é um dos pontos mais importantes do marketing digital. Ele te dá a chance de buscar pessoas específicas. Por outro lado, você só pode usar essa técnica se souber exatamente qual o público-alvo da sua marca ou empresa.

Mesmo definindo seu público-alvo, é importante saber que ele pode variar dependendo do que você irá utilizar como técnica. Por exemplo, no seu site pode ser um, para uma campanha de Google Ads ou no Facebook Ads é outra. Ou seja, ele varia de acordo com o método que você vai usar para atingir essas pessoas.

Para exemplificar melhor, você pode notar que grande parte do seu público no Youtube é mais velho e prefere conteúdos mais informativos e mais aprofundados. Já em outra rede social, seu público pode ser mais jovem e preferir conteúdos mais descontraídos e com tempo mais curto. Dessa forma, você pode utilizar o mesmo conteúdo de formas diferentes para atrair cada público-alvo.

3. Determine seu orçamento para cada canal digital.

Diante de tudo isso, como todas as outras coisas, é importante determinar quanto dinheiro você pode gastar. Portanto, é necessário definir um orçamento para dar início às estratégias de marketing digital que você precisa.

Se o seu orçamento está menor do que o necessário, você pode concentrar seus esforços em algumas estratégias. Marketing de entrada, como SEO, redes sociais e geração de conteúdo para o blog do seu site, é uma boa alternativa nesses casos. O marketing de entrada é uma opção mais em conta e o foco principal é gerar conteúdo de alta relevância para seu público-alvo. Se seu orçamento é baixo, o único gasto que você terá é seu tempo, a menos que você tenha como contratar alguém para isso.

Já com o marketing de saída as coisas são um pouco diferentes. O custo vai depender de quanto você quer que sua marca apareça. Portanto esses custos podem ser para um anúncio pago, ou até para compra de lista de e-mail.

Então, para colocar em prática uma campanha de Google Ads por exemplo, usando CPC, você compete com outras empresas do seu nicho para subir na página de resultados do Google. Isso se dá pelas palavras-chave que estão ligadas à sua marca. Porém, isso depende também da concorrência da palavra-chave. Algumas são bem acessíveis e outras muito caras. Então não se concentre apenas no tráfego pago, mas no orgânico também, para que seu gasto não seja muito maior do que o planejado.

4. Tenha equilíbrio entre técnicas orgânicas e pagas.

Uma técnica de marketing digital muitas vezes precisa de elementos pagos e orgânicos para ser realmente efetivo. 

Para adotar uma estratégia de marketing digital, você vai precisar tanto do marketing pago quanto orgânico para alcançar seu público-alvo.

Portanto, é importante que você gaste um bom tempo na hora de definir o seu persona e seu público-alvo para entender o que eles precisam. Dessa forma, você consegue gerar conteúdos relevantes para atrair seu público e torná-los compradores. Assim, você verá bons resultados em pouco tempo e gastando muito pouco com anúncios.

Porém, se o tráfego pago estiver na sua lista de estratégias de marketing digital, provavelmente os resultados chegarão mais rápido.

Por último, faça um esforço para conseguir alcançar um bom tráfego orgânico, gerando conteúdo, fazendo SEO e utilizando as redes sociais para interagir com seu público. 

Mas lembrando que nada impede de você usar os dois meios para alcançar mais o seu público alvo. Portanto, teste bastante e veja qual é a estratégia que melhor atende a sua marca.

5. Aprimore seu site e deixe-o responsivo.

Com o avanço rápido da tecnologia, o marketing móvel vem se tornando muito forte no marketing digital. Sem sombra de dúvidas o uso de smartphones no mundo é responsável pela maior parte do tempo gasto em mídia digital. Em contrapartida, é visto que o uso de computadores estão caindo cada vez mais.

Nesse sentido, vemos que é de extrema importância que os anúncios, páginas do seu site, posts de redes sociais, sejam otimizados para dispositivos móveis. Se você possui um aplicativo para sua empresa, que de alguma forma ajuda a sua marca a entrar em contato com seus clientes, seu app está dentro do marketing digital.

Se seus clientes entrarem em contato com a sua empresa de forma online e com seus dispositivos móveis, é necessário que a experiência do usuário seja tão boa quanto no computador. Por isso é importante que seu site seja totalmente responsivo, ou seja, otimizado tanto para desktop, quanto para celular.

Isso vale também para a captação de leads, por exemplo. Ao invés de fazer um formulário grande que se torna difícil de ser preenchido pelo celular, pense em pedir menos dados para que a experiência do usuário seja melhor. Já em relação às imagens, é importante lembrar que nas redes sociais elas geralmente têm um formato específico.

O Instagram por exemplo tem um formato para imagens no feed de 900×900. Então pense nisso na hora de colocar imagens tanto nas suas redes sociais quanto no seu site, para que a imagem não saia cortada já que em celulares as dimensões para as imagens são menores.

É importante lembrar que na hora de colocar em prática qualquer estratégia de marketing digital, a experiência do usuário pelo dispositivo móvel é crucial. Portanto existem várias maneiras de aperfeiçoar os canais digitais para smartphones e outros dispositivos móveis. Garantindo isso, você consegue trazer ao usuário experiências tão boas que o retorno disso é muito claro, e você alcançará o resultado que deseja.

6. Saiba quais são as palavras-chave a serem usadas.

O marketing digital tem a ver com alcançar públicos-alvo por meio de conteúdo personalizado – o que não pode acontecer sem uma pesquisa eficaz de palavras-chave.

Pesquisar as palavras-chaves torna todo o seu trabalho e seu alcance mais eficiente, levando em consideração o conteúdo gerado, com seu público-alvo.

Fazer pesquisas de palavras-chave é essencial para deixar o seu site mais otimizado, além do SEO do conteúdo mais efetivo. Dessa forma, isso ajuda as pessoas a encontrar sua empresa ou marca de forma mais efetiva por meio do Google, por exemplo. Juntamente com o que foi citado acima, as palavras-chave para redes sociais também são importante caso você venda seus produtos ou serviços em diversas redes sociais.

Se você não tiver um especialista de SEO trabalhando com você na sua empresa, é importante fazer a pesquisa de palavras-chave mesmo assim. Procure criar uma tabela com diversas palavras-chave com desempenho alto que estejam ligadas ao seu produto. Assim considere também algumas variáveis para obter mais oportunidades.

7. Repita com base nas análises que você mede.

Enfim, para colocar uma estratégia eficiente de marketing digital em prática, é muito importante que você ou a sua equipe aprenda a analisar tudo que é feito. Dessa forma é mais fácil refazer alguns pontos que não deram certo

Por exemplo, pode ser que depois de algum tempo você perceba que a sua audiência não interaja mais com sua marca pelo Facebook. Já no Instagram a realidade pode ser outra, e eles estão reagindo muito melhor ao seu conteúdo. Assim, pode ser que você tenha que repensar na estratégia que está utilizando no Facebook ou otimizar ainda mais o conteúdo do Instagram, já que você observa um retorno muito maior do público em relação a sua marca

Outra opção pode ser uma página do seu site que não recebe mais visitas e não gera mais conversão como antes. Dessa forma, você pode analisar e atualizar a página, e assim otimizar o que está dentro dela, ou pode jogá-la fora. Assim seu público tem a oportunidade de encontrar conteúdo mais relevante e recente.

Com o marketing digital, as empresas tem a chance de ter um crescimento muito maior, observando as diversas oportunidades que o marketing digital pode abrir. Mas não se engane que isso acontece da noite pro dia, é importante que você se empenhe e tire proveito de todas as estratégias que o marketing digital proporciona.